Download PDF

Introdução

Umas das marcas da educação clássica é a prática de memorização e recitação de poesias e demais obras literárias de grande valor para a humanidade, um exercício que estimula a inteligência, a criatividade e capacita o adepto a compreender os dramas da realidade humana. No entanto, com o surgimento e adoção de outros métodos de educação como o sócio construtivista a educação clássica perdeu sua relevância e passou a ser enxergada como “arcaica” e “atrasada”. O Brasil, adepto por longos anos do método sócio construtivista, hoje colhe os frutos desta empreitada, ocupamos os últimos lugares no ranking internacional de educação e possuímos a fama de produzir universitários incapazes de compreender o que leem. O que fazer? Certamente há muito o que podemos fazer, mas isto fica para outro artigo, aqui desejo frisar algumas técnicas de memorização que serão úteis para aqueles que necessitam guardar uma grande quantidade de informação na memória. Para tanto, dividi este breve artigo em 2 sessões, a saber: técnicas de memorização e orientações de Tomás de Aquino para a memória.

Técnicas de memorização

Existem vários métodos de memorização a depender do objetivo a ser alcançado, eu detalharei basicamente o método de associação simples que usa a associação livre de ideias e palavras para construir novas ideias num brainstorming fabuloso. Por exemplo, se eu disser “gato”, eu já associo a primeira imagem que me aparece relacionada a gato, que no caso é “arranhão”; se eu disser “celular”, eu penso em “caro”, e assim por diante. Como podemos notar, estas associações são bem pessoais, e é importante que sejam para ficar mais natural a memorização. Aplicarei então esta técnica para lembrar de palavras e listas, mas pode ser usada para outros tipos de informação. Este método foi extraído do treinamento concedido por Renato Alves, campeão brasileiro de memória, o qual é útil especialmente para aqueles que desejam passar em algum exame como vestibular e concurso. Caso deseje ter acesso ao treinamento completo acesse o link abaixo, ok? Então vamos lá!

renato alves

Memorização de palavras ou listas

Digamos que eu deseje memorizar uma lisa de novos amigos que acabei de conhecer: João, Maria, Carlos, Raimundo, Emanuel. Certamente ao conhece-los eles me causaram alguma primeira impressão ou me fizeram lembrar de algo, desta maneira eu posso fazer as seguintes associações: João = Finanças; Maria = rica; Carlos = peruano; Raimundo = mundo; Emanuel = Jesus.

Após estas associações eu crio uma história bem hilária como a seguinte: Por causa de meus estudos em finanças eu fiquei mais rico e viajei como peruano para conhecer o mundo, mas acabei conhecendo Jesus. Eu agora repito esta frase umas 3 vezes imaginando todo este processo. O grande segredo desta técnica é a força que damos a nossa imaginação que estimula a concentração. Desta maneira, ao lembrar desta história os nomes originais saltam aos olhos muito mais fácil do que tentar gravar cada nome aleatoriamente.

Memória sinestésica

Dentro da memorização por associação também existe o método de associar partes do corpo com aquilo que se deseja memorizar e assim tocar em cada parte na medida em que se ouve as informações. Por exemplo, digamos que eu queira memorizar a sequência de notícias de um jornal, então na medida em que as notícias passam eu toco minha testa, nariz, orelhas, bochechas, queixo e pescoço. Ficaria mais ou menos assim: testa = campeonato brasileiro; nariz = eleições 2018; bochechas = a novela; queixo = tempo; pescoço = mortes. O mais legal ainda seria criar uma história com estas associações, o qual vou deixar para sua imaginação, ok? Mas, você pode ver um desafio do NetGeo em que Victor Ribeiro utilizou estas técnicas afim de se tornar mais palpável este procedimento. Clique aqui para ver.

Orientações de Tomás de Aquino para a memória

Para desenvolvermos a inteligência é necessário fortalecer a memória, uma vez que seu conteúdo é o material que usamos nos raciocínios juntamente com os atos de percepção imediata. As memórias são compostas de símbolos, ou fantasmas, carregados de significados, os quais criamos após o ato de percepção e são eles que levamos conosco todos os dias quer para o bem ou para o mal. Este assunto é tão importante que São Tomas de Aquino dedicou boa parte do seu tempo para refletir sobre o que faz as pessoas lembrarem do que precisam, e desta maneira identificou 4 principais pontos, a saber:

1 – Ordenar o que se quer reter

2 – Nisso investir profundamente o espírito

3 – Sobre isso meditar frequentemente

4 – Quando se quiser rememora-lo, tomar a cadeia de dependências por uma extremidade, a qual acarretará todo o restante

No passo 1, é importante frisar o termo “o que se quer reter”, ou seja, é necessário fazer uma seleção daquilo que é importante memorizar e aquilo que não é importante gastar energia memorizando. Muitas vezes perdemos tempo com o que é desnecessário causando um overflow de informações que mais atrapalha do que ajuda. São como inúmeras vozes em nossa cabeça, as quais devemos fazer calar e nos concentrar no que é importante (às vezes vale uns exercícios de respiração). Após isto então nós ordenamos estas informações.

No passo 2, o termo “investir profundamente nosso espírito” é o mesmo que dizer que precisamos ter “envolvimento máximo”. O problema de memória está fortemente ligado ao grau de atenção que damos aos assuntos em questão. É corriqueiro ouvirmos que algumas pessoas possuem déficit de atenção, e não duvido que possa realmente existir, no entanto se mostrarmos algo de interessante para estas mesmas pessoas elas rapidamente terão sua atenção ativada. Em outras palavras, muitas vezes o problema não é déficit de atenção, mas falta de interesse no objeto a ser memorizado. Como resolver isto? Trabalhando o envolvimento emocional com o conteúdo.

No passo 3, chamo a atenção para duas palavras: “meditar” e “frequentemente”. O conteúdo precisa ser trabalhado de alguma forma, seja por análise ou status questionis e recordado constantemente. Sabemos o poder das revisões, mas por preguiça deixamos esta disciplina de lado, não é de se estranhar que o apóstolo Paulo afirme em Fp 3:1 “Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós”.

No passo 4, vemos o resultado destes esforços. Para exemplificar, voltemos para nosso trabalho na sessão 2 com o exercício dos nomes de amigos. Veja o que fizemos: colocarmos os nomes em sequência (estabelecemos a ordem) e desenvolvemos uma história com as associações (meditamos). Perceba agora que basta eu me lembrar de um curso de finanças que toda a história automaticamente se inicia em minha cabeça e então os nomes João, Maria, Carlos, Raimundo e Emanuel surgem num estalar de dedos.

Na época em que eu estudava para concursos públicos eu não conhecia estas técnicas, mas desde então comecei a aplica-las. Caso você estude para concursos públicos, eu em especial recomendo o material do Estratégia Concursos, ele muito bom (experiência própria) e também vale a pena ver as orientações do Fui Aprovado.

Conclusão

É imprescindível fortalecermos a memória para sermos capazes de seguir o caminho dos quarto discursos (poética, retórica, dialética e lógica), o método científico por excelência, e desta maneira desempenharmos nossa atividade intelectual. A capacidade apologética necessária para enfrentarmos o pós-moderno filosófico será grandemente beneficiada nesta jornada. Que Deus nos abençoe!

Referências

[1] ALVES, Renato, Faça seu cérebro trabalhar para você, São Paulo: Editora gente, 2013.

[2] LAVELLE, Louis, A presença total, São Paulo: Editora É Realizações, 2012.

[3] SERTILLANES, A. D., A vida intelectual, São Paulo: Editora É Realizações, 2010.

[4] CARVALHO, Olvao, Aristóteles em nova perspectiva, São Paulo: Vide Editorial, 2012.

Download PDF

    1 Response to " O papel da memória na inteligência"

    • Enfrentando o ciúme | Jonathan Hack

      […] ou pensando, é preciso se voltar ao Senhor e lançar sobre ele toda preocupação e ansiedade. Memorize textos como: Sl 38.9 (“Na tua presença, Senhor, estão os meus desejos todos, e a minha […]

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.